De borboletas e flores

12 de setembro de 2011 § Deixe um comentário

Manhãs e tardes podem ser de brincadeiras. Mas as borboletas no jardim, são reais e coloridas. Por apenas sete dias de perfume e flores, colorem nossas horas com vôos quase incertos, e me fazem olhar para a frente e os lados até encontrar você – ainda que de preto e branco. No jardim que for. Num jardim que você flor. Numa sacada de cimento, numa esquina de vila ou até num banco de praça à moda antiga. E vou ver a borboleta chegar, me mostrando que já é hora de tocar sua mão.
 
Noites e madrugadas são para coisas mais imprecisas. E as borboletas vão simplesmente repousar para, de manhã, poder rever sua beleza, poder sentir o seu perfume e poder alegrar os seus ouvidos com a música que é a sua voz. E, assim como as borboletas, vou aprender a apreciar apenas a melhor da flore, sentir apenas os melhores cuidados e viver, nem que só por sete dias, minha mais forte beleza, numa plena sensação de ser cuidado – sensação que só o seu perfume dá.
 
Enquanto você flor, eu vôo. Enquanto você emana, eu permaneço, pra ser solo. Assim como a borboleta, que, ao te ver, voa à sua volta me fazendo olhar ainda mais de perto. Certo de olhar mais certo. E, quem sabe, sendo eu o sortudo que tudo pode, possa ainda, como uma borboleta, ter mais intimidade com essaa flor, vivendo apenas do seu mel e seu perfume, sem sequer olhar pra trás. Porque, depois de chegar à mais linda flor, é impossível olhar pra trás ou qualquer outra. É por causa dela que jamais eu vi uma borboleta triste.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento De borboletas e flores no CONTRADITÓRIO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: