Quero-quero

28 de julho de 2011 § Deixe um comentário

Você não existe e mesmo assim tem o melhor abraço. Você persiste e torna-se ainda mais do que mereço. Doces conclusões de café ruim que dividimos na calçada. Grades por todos os lados e histórias de fardos que carregamos. Me desculpando pelos meus problemas, que digo, profanando nossos momentos, quero fazer realizar minha promessa: ser seu abraço e seu presente de sempre. Jardim de nós.

Quero-quero abraço seu! Tenho-tenho saudades de você! Vivo-vivo de esperar a sua volta todo dia. Como assim, você um nada! Um muito minha, um mimo-surto-novidade!  Escreve daí pra eu chorar também. Choro de alegria. Choro de saudade. Choro de lembrança. Choro de quem chora à toa. Quero-quero voar com você.

Com o sol acima e uma sombra pra descansar nossa carcaça, saberemos o que é a felicidade de sermos os mais cúmplices. Dividiremos nossas falhas só pra rir mais um pouquinho, e sofrermos de alegria sem tamanho. Não vá embora, quero-quero você ao lado meu. Uma ave pequenina que preenche meu vazio. No pequeno espaço entre as margens. Nossas vidas descritas em três parágrafos. Quero-quero estar com você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Quero-quero no CONTRADITÓRIO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: