As penas que o vento traz

27 de abril de 2011 § Deixe um comentário

Como uma galinha, aparentando ser um pavão desaforado que foi à forra do passado infame. De cansaço a meios dias, pode-se mesmo dizer que o que mais conta é não passar batido. Quase falta inspiração. Excede transpiração de trabalho quase mal-feito. O pior é a decência do respeito por um produto mal vendido e descabido de necessidade extemporânea: pudor, pavor e combate com calda de chocolate.

Terceiro mundo tomando meu primeiro e melhor lugar ao sol. Faróis de xenon pra me cegar à noite. E a vidinha vai passando enquanto um babaca excede no desrespeito, dois babacas acatam esse tipo de atitude, e uma porção maior ainda de babacas chega a aplaudir o pútrido show presenciado pelas queridas pupilas traídas. Não me retraí de medo ou por segurança, o fiz por vergonha de ser humano. Cabisbaixo só de ver mal-criação adida de mais que presente decepção aos humanistas Caraíbas.

É difícil entender. Nem todos poderiam perceber a sutil diferença entre vergonha e medo. Pode parecer os dois, mas vou gastar minhas moedas com quem importa mais. Não será um meio homem ou uma meia mulher, ou meias pessoas com suas cabecinhas de tanto pensar futilidades que farão dessa minha existência verdadeira menor ou menos importante. Aprendam os opositores: não haverá vida na ignorância, lutem pra sair dela. Meias palavras de meio seres imprestáveis: penas que o dia traz com o vento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento As penas que o vento traz no CONTRADITÓRIO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: