Vinte e Cinco Outonos

6 de abril de 2011 § 1 comentário

Vinte e cinco Outonos. Mimos de Vinte e Quatro horas – e ser gentil. Uns vinte e três grupos de amigos com umas Vinte e duas possibilidades de refúgio, nem todos vão se salvar. Vinte e um pra diminuir distâncias, e vinte é o número de cigarrilhas queimadas num só dia. Quando aos dezenove, era professor: hoje só lembrança de sonho cumprido e bem vivido. Dezoito de maioridade que preferia ter adiado para uns Dezoito mais tarde.

Dezessete que penso ter de vez em quando. Dezesseis pirlimpsiquices por metro quadrado de Terra-Paulis. Quinze de ver as meninas debutarem. Quatorze, desde quando por Quatrorze vezes fazer a barba em um só mês. Treze vermelho de esquerda cor-de-rosa que vou estar, pregar, seguir. Doze de exemplo, seguidor como os antigos, pescando e escrevendo. Onze de craque da Escrevedoria natural da Caraibagem. Dez, a nota dos amigos.

Gente-Nove em novos tempos. Infinito Oito de possibilidades. Mentir um pouquinho, Sete (um ?). Seis, como éramos em dois mil e quatro. Cinco cinzas coloridas. Quatro cantos de um mundo de quatro Caraíbas. Três pessoas num só Deus que acredito. Dois, na única maneira de ser completamente humano. Um e só, Caraíba de aniversário no mesmo dia em que seu pai.

Anúncios

§ Uma Resposta para Vinte e Cinco Outonos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Vinte e Cinco Outonos no CONTRADITÓRIO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: