Esnoba e controla

3 de abril de 2011 § 2 Comentários

Estou certo de que você fará tudo errado. Recusará os meus convites ao cinema. Me deixará falando sozinho ao telefone. Esconderá expectativa. Olhando no meu olho, recuse de novo ao meu convite – e vou embora. Me abraçando, me diga pra ir embora – irei. De qualquer forma, sei que não fará como se deve. E, se recusando aos meus convites, não precisa dizer nada olhando para mim.

Minha presença. Meu equívoco. Nova confusão. Preliminares em construção – na distância que você impôs. Nessa história, fazemos o que queremos, somos um, ou dois, ou quantos quisermos. Dois amigos em plena contemplação de medida ainda desconhecida. Vem e me abraça. Saberemos, então. Simplesmente chama. Talvez, assim, como se deve. Quem sabe, digo que vou.

Essa honra está em ter carícias novas, carícias nossas. Eu te abraço, e não vou fazer errado, pode crer. Primeiro porque sei, errado fará você. Esnobando me controla, está por cima. Se entregando, talvez acerte. Controle à distância o que eu sei fazer de perto. Morra na dúvida, assim, dignamente, ou aceite meu abraço, e te farei pensar de novo. De que vale ter controle, se não sou eu quem está aí?

Anúncios

§ 2 Respostas para Esnoba e controla

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Esnoba e controla no CONTRADITÓRIO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: