Aventuras do jovem D’Artagnan

12 de março de 2011 § Deixe um comentário

Caraíba e mais jovem. Cabeludo de opção e idéias, cabeça e cerebelo. Mente filosófica de parceria sempre resistente. É, nobre D’Artagnan, conselhos também são bons. Produzir, escrever, recitar, fazer sarau. Tudo isso é parte do que “sermos”. Abuso de neologismos pré-complexos pois não vai existir palavra no vocabulário comum que possa descrever caraibagem. Luta por caminhos que nem posso relatar. Desvelando sutilezas, de um jeito nada salutar.

Não faço meu momento de defender modo de vida, mas, se existisse uma razão, seria o sedimento de um bom copo de cerveja, ou conteúdo, unido a escusas histórias de longinqüidades tenebrosas e cheias de delícias. Acredito, de verdade, que nem todos tem histórias. Esse tem. Mas, mesmo esse cavaleiro sem cuidados tem nobreza! A nobreza de uma dama sempre em mente. A nobreza de uma mentira sincera e bem descrita. O bom mesmo é ter história – e mesmo alto, ter memória. Sejamos ricos de uns poucos tostões que gastaremos nos bares e botecos.

Para quê descrever caraibagem? Para que seja imortal sua presença, caro amigo. E que o desconcerto sutil de seu sambar seja apenas seu teste no paço de guerra que se tornaram esses dias. Façamos, então, um ode ao jovem! Cantemos um agradecimento pelas suas insanas idéias. Dizendo, dia e noite o que os demais calam. Não se cale, mosqueteiro, estarei aqui por perto pra ouvir, e sempre. Parceria cavalaresca de caraíbas insensatos. Um brinde!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Aventuras do jovem D’Artagnan no CONTRADITÓRIO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: